Actividades do Mês
  • Doçaria Conventual Beneditina

    (Mosteiro de Tibães (Braga))

    A Quaresma é tempo de abstinência e de jejum. Um tempo de espera, de recolhimento, de conversão.

    Nos mosteiros beneditinos, em tempos que já lá vão, os monges faziam apenas uma refeição diária à base de peixe, sopa e legumes. Alimentos frios e húmidos e considerados à época, pouco nutritivos.

    Dias magros de comida mas gordos de espiritualidade! Mas para equilibrar um pouco a refeição comiam morcelas doces e ladrilhos, onde o açúcar reinava e a carne continuava presente ainda que de uma forma ilusória.

     

    PROGRAMA

    Sábado

    Tarde (14h - 17:30h)

    Oficina de doces conventuais de quaresma: Ladrilhos e Morcelas Doces.

    • Inclui palestra sobre doçaria conventual, manual de receitas, oficina de aprendizagem e lanche

    Noite (19:30h - 21:30h)

    Jantar de Quaresma, com receitas do séc. XVIII

    • sopa, prato de peixe, sobremesa e bebidas

    Alojamento na Hospedaria do Mosteiro

     

    Domingo

    Manhã (10:30h - 13:00h)

    Visita guiada ao Mosteiro de Tibães (interior e cerca)

     

    Sobre a formadora:
    Margarida Vieira de Araújo foi professora mas fez da doçaria a sua paixão. Desde pequena que aprendeu os segredos da doçaria conventual e herdou, do seio familiar, o gosto por preservar as tradições culinárias. Hoje colabora com o Mosteiro de Tibães na recriação dos sabores que o tempo fez esquecer.

     

    Este programa resulta de uma parceria entre a Oficina da Natureza e o Mosteiro de Tibães http://www.mosteirodetibaes.org/

    Créditos:
    Mosteiro de Tibães (fotos 1, 2, 3, 4, 8,10,11);
    Tânia Raquel Ferreira (foto 5);
    http://numsitioqualquer.blogspot.pt (fotos 6, 7, 9)