Actividades do Mês
  • Nos Passos de D. Mafalda

    (Penafiel/Paredes)

    1º Dia

    • Check-in e jantar no Termas de São Vicente Palace Hotel & SPA****:

    2º Dia

    Manhã

    • Circuito Termal – Massagem e Tratamento no SPA
      As águas de São Vicente, em Penafiel, são famosas desde o tempo dos romanos sendo consideradas as mais alcalinas entre todas as águas sulfúreas em Portugal.
    • Almoço no restaurante Aliança

    Tarde

    • Igreja do Salvador de Cabeça Santa
      O nome da Igreja de Cabeça Santa está ligado a uma devoção de D. Mafalda, filha do rei D. Sancho I, à relíquia de um personagem consagrado que aí se guardaria, a Cabeça Santa. Esta Igreja é um excelente exemplar para compreender a arquitetura românica portuguesa. O portal sul apresenta um saltimbanco, figurando a dualidade entre o sagrado e o profano.
    • Igreja de São Gens de Boelhe
      A tradição atribui a fundação da Igreja de Boelhe ora à filha de D. Sancho I, a Beata Mafalda, ora à sua avó, a rainha D. Mafalda, mulher de D. Afonso Henriques. Na fachada norte, a cachorrada apresenta uma assinalável variedade de motivos que vão desde cabeças de touro até homens que transportam pedra.
    • Igreja de São Pedro de Abragão
      A Igreja de Abragão conserva a cabeceira da época românica, testemunho significativo da arquitetura românica do Tâmega e Sousa. No exterior, o friso composto por motivos geométricos recorda o modo de decorar as igrejas das épocas visigótica e moçárabe. Esta Igreja está documentada desde 1105. No entanto, a cabeceira que a tradição atribui à iniciativa de D. Mafalda, filha do rei D. Sancho I, data do segundo quartel do século XIII.

    Noite

    • Jantar no restaurante O Farela

    3º Dia

    Manhã

    • Pequeno-almoço no hotel e check-out
    • Castro de Monte Mozinho
      Um povoado fortificado com três linhas de muralhas, ocupando uma área superior a 200.000 m2. Caracteriza- se por um urbanismo que cruza a tradição castreja e a romanidade, sendo um dos grandes tesouros arqueológicos do país.
    • Memorial da Ermida
      Um monumento de notável interesse e que corresponde a uma tipologia de monumento de que restam unicamente seis exemplares em todo o território nacional.
    • Mosteiro de São Pedro de Cête
      Uma visita a este Mosteiro mostra como são antigas as raízes da organização do território paroquial. Esclarece igualmente a importância que as Ordens religiosas desempenharam na formação e consolidação do reino. Nos séculos X e XI, época da Reconquista, a presença de uma igreja era o melhor signo de que o território estava organizado e povoado.
    • Almoço livre

    Tarde

    • Mosteiro do Salvador de Paço de Sousa
      Um monumento assaz importante para a compreensão da arquitetura românica do Tâmega e Sousa. As suas singulares características, tanto ao nível da arquitetura como da escultura, e o facto de conservar o túmulo de Egas Moniz, fazem deste velho mosteiro beneditino um dos mais apelativos e prestigiados testemunhos da arquitetura românica portuguesa.

     

    O programa inclui duas noites em regime de alojamento e pequeno-almoço, entrada nos locais indicados, acompanhamento por um guia oficial, visita guiada aos monumentos da Rota do Românico por um técnico intérprete do património, acesso gratuito ao Circuito Termal (piscina dinâmica com jacuzzi, cascatas, subaquático, contra correntes, aerobanho, sauna, banho turco e duches sensações), uma massagem corporal a dois com óleos essenciais e orientais, refeições mencionadas e seguro de acidentes pessoais. Transporte não incluído.

    Programa para individuais. Condições especiais para grupos. Programa-tipo ajustável e sujeito a disponibilidade e reconfirmação de preço.